Laje de isopor: tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

laje de isopor

Vai construir? Leia sobre a laje de isopor e saiba como ela funciona e quais as suas vantagens!

As inovações na área da construção civil são várias – e entre elas está a laje de isopor, visando substituir o modelo tradicional. Mas será que ela funciona para todos os casos? É mesmo segura? Quais são as suas vantagens e desvantagens?

Se você está construindo, continue a leitura e saiba tudo sobre esse tipo de laje – e veja as principais dúvidas sobre o tema. Confira.

O que é a laje de isopor e como ela funciona?

laje de isopor

A laje de isopor também pode ser conhecida como EPS e utiliza uma estrutura com ferragens e vigota de concreto, o que dá o suporte ao isopor (que atua preenchendo essa estrutura). As placas formam, então, a base da laje.

Após a laje ser instalada, as escoras que darão sustentação a concretagem são instaladas e o espaço entre a laje e o telhado é preenchido com concreto.

Dessa forma, vale salientar que o uso do isopor não altera o funcionamento estrutural da laje, apenas a vedação é feita com outro elemento. No método tradicional, ao invés do isopor é usada a cerâmica. Assim, a laje de isopor terá a mesma resistência que uma laje cerâmica.

Outra diferença é que, após a concretagem, as placas de isopor podem permanecer sob a laje (porque são elásticas e possuem um peso insignificante para a estrutura) ao contrário da laje nervurada tradicional em que as formas precisam ser retiradas após a concretagem.

laje de isopor

Mais uma informação importante é que uma laje de isopor ocupa, sozinha, o espaço de 5 lajotas tradicionais de cerâmica e consegue suportar até 370 kg por metro quadrado.

Assim, podemos concluir que a laje de isopor é segura e funciona tão bem quanto os modelos tradicionais.

Qual o preço da laje de isopor?

Se você está comparando os preços da laje de isopor e da tradicional saiba que, no fim das contas, as duas se equivalem. Em geral, o custo médio é de R$ 25 m², enquanto a lajota tradicional pode ser encontrada em torno de R$ 28 m².

laje de isopor

A diferença é bem pouca, mas a laje de isopor possui outros benefícios e vantagens que a torna uma opção com custo-benefício melhor – e que, por isso, tem atraído tanta atenção no ramo da construção civil.

Vantagens e desvantagens: quando optar pela laje de isopor?

laje de isopor

Se você ainda tem dúvidas sobre qual tipo de laje escolher, o melhor é fazer um comparativo, entendendo o que cada opção pode lhe trazer de retorno. Veja a seguir as vantagens e desvantagens da laje de isopor.

Vantagens

Como dissemos, são muitas as vantagens ao usar esse tipo de laje – o que compensa a diferença pequena no preço. Veja as principais.

Isolamento térmico e acústico

O isolamento térmico é um dos pontos mais importantes na construção, principalmente no Brasil onde vivemos em climas sempre quentes. O uso do isopor ajuda a equilibrar a temperatura interna da casa, sem absorver ou perder muita temperatura, mantendo sempre um clima agradável.

Estima-se que o isolamento térmico do isopor seja 7 vezes superior que o do concreto normal.

E não é só. O isopor também funciona como uma barreira acústica e, quando combinado com a placa de concreto, ajuda a silenciar as ondas sonoras que poderiam ser transmitidas por meio da laje, criando um ambiente ainda mais agradável dentro de casa.

laje de isopor

Mais resistência contra fogo

Outro ponto muito interessante é que o isopor possui uma ação retardante contra o fogo, aumentando a resistência dessa laje contra possíveis incêndios. Ou seja, quando o incêndio acontece, o isopor não contribui para a fase de desenvolvimento do fogo, não propagando chamas (e sendo uma opção mais segura).

Maior durabilidade

Além de todas as vantagens já citadas, o isopor ainda é a prova de roedores, cupins e podridão e também são dimensionalmente estáveis. Tudo isso faz com que esse tipo de laje tenha uma durabilidade superior aos modelos tradicionais de cerâmica e concreto.

Redução do peso

Um dos principais benefícios de se usar uma laje de isopor é a redução do peso da própria estrutura. Isso significa uma economia em toda a construção, já que existe menos carga para ser distribuída e suportada pelas fundações, vigas e pilares.

laje de isopor

Menor prazo de montagem

A laje de isopor também é capaz de “acelerar” a obra, já que é mais rápida de ser pré-montada do que a versão de cerâmica. Além disso, por ser um material mais leve, é também mais fácil de ser transportado e favorece o manuseio do construtor.

Fácil de ser adequada (redução das perdas)

Normalmente, as medidas da laje não correspondem aos elementos de enchimento. Isso se traduz na necessidade de sempre acabar cortando uma parte do enchimento para que a laje seja completada.

Realizar essa operação no isopor é algo muito mais simples e rápido, enquanto que na cerâmica nem sempre é um procedimento bem sucedido. Além disso, os elementos cerâmicos quando são cortados podem se quebrar com mais facilidade, gerando ainda mais entulho para a obra e perdas de material (aumentando os custos da construção).

laje de isopor

Menos escoramentos

Outro grande benefício do uso das placas de isopor é a redução da necessidade de escoramentos durante a concretagem e também no processo de cura do concreto.

Esse benefício é resultado da redução do peso da laje como um todo, já que o isopor é muito mais leve do que a lajota de cerâmica.

Obra mais limpa

A lajota de isopor gera bem menos entulhos devido à quebra do que as lajes cerâmicas, assim você terá uma obra mais limpa, reduzindo os custos adicionais com aluguel de caçambas e bota-fora.

laje de isopor

Dispensa estrutura de madeira

Normalmente, as lajotas maciças necessitam de caixotes de madeira para dar suporte ao concreto até que este esteja completamente seco. No caso da laje de isopor essa estrutura de madeira não é necessária, porque o próprio isopor já funciona como suporte para o concreto. A única estrutura de sustentação usada são escoras em pontos distintos.

Obra mais barata

Quem não quer construir sem gastar muito? As lajes de isopor colaboram para que essa meta seja alcançada, já que elas oferecem muitos benefícios que ajudam a reduzir outros custos de uma construção.

Embora o preço da laje de isopor e da laje cerâmica seja muito parecido, quando comparamos em termos de velocidade de construção, durabilidade, perda de material e custos de obra indireto (como aluguel de caçambas), vemos que as lajes de isopor são muito superiores – e ajudam você a economizar de uma forma global.

Desvantagens

Em relação às desvantagens, existem apenas 2 aspectos que merecem atenção:

  • não é possível fazer furos na parte inferior da laje;
  • é preciso passar uma cola especial na face aparente do isopor para que o acabamento (gesso ou chapisco) possa aderir ao material.

Como é a construção com laje de isopor?

Agora que você já viu os prós e os contras desse tipo de laje, deve estar curioso para saber como é a construção usando a mesma, certo? Então veja os pontos principais.

laje de isopor

Vigotas

Precisam seguir as medidas informadas no projeto, como comprimento, tamanho e outros detalhes já pensados pelo seu engenheiro responsável.

Projeto do escoramento

O escoramento é uma parte muito importante na construção, mesmo sendo provisório. No caso das lajes de isopor são usadas vigotas (comuns ou treliçadas) e concretagem. É importante que o escoramento esteja bem travado e apoiado ao solo rígido durante toda a cura do concreto.

Montagem

A montagem é feita com a colocação da primeira e da segunda vigota e depois com uma fileira de lajotas de EPS. Na sequência, são colocadas as lajotas de isopor nas extremidades para espaçá-las corretamente e só então os espaços vazios são preenchidos.

As lajotas devem estar presas nas vigotas, encaixadas bem firmes, de maneira que não existam espaços para aberturas, evitando que a nata de cimento acabe escorrendo. Durante a montagem é preciso usar tábuas ou passarelas, já que não é indicado pisar sobre o isopor.

Conduítes e tubulações

A tubulação hidráulica e os conduítes são fáceis de serem passados pela lajota de EPS, bastando fazer cortes com um instrumento afiado, como um serrote, um soprador de ar quente ou uma faca.

Na fase da concretagem, as tábuas precisam estar apoiadas nas vigotas e é preciso se atentar para não acumular grandes montes de concreto localizado (o que pode sobrecarregar as vigotas e as lajotas em isopor).

Cuidados importantes

laje de isopor

A vibração do concreto, a cura e a retirada do escoramento precisam ser feitos de acordo com as orientações do engenheiro responsável. Quanto mais uniforme for a superfície, mais fácil será para o revestimento ter uma superfície homogênea, evitando desperdícios.

A aplicação do revestimento é a última etapa e deve ser feita apenas após a colocação do telhado ou da impermeabilização da laje, já que a água da chuva pode danificar o revestimento.

Para revestir, pode ser usada a argamassa convencional para chapisco, para esboço ou a massa grossa, ou ainda o gesso. Mas é preciso aplicar antes uma cola especial.

E, então, depois de ler este conteúdo, ficou mais fácil entender se a laje de isopor é a mais indicada para a sua obra? Ainda tem alguma dúvida? É só deixar um comentário!

 

Continue lendo em nosso site: